Navegação

             

             

      Creative Commons License       



    Pesquisa

    Explore o Blog:





    Cadastro


    Usuários Online

      Neste momento:
      20:25:50 - 20/05/2018

      7 Visitantes, 5 Bots

    Visitas à página


    Seguidores

    Veja, no Fundo do Blog,
    os seguidores do Facebook.



    Livros à venda

    Para comprar
    os livros da coleção

    Filosofia Para Crianças
    de Todos os Tempos

    sponholz
    sponholz
    sponholz
    (clique para expandir)

    (Visite a Editora Pragmatha aqui)


    Imagens

    Slide Show de charges do
    Roq Sponholz 2011

    Get the Flash Player to see the slideshow.


    Roq Sponholz 2012

    Get the Flash Player to see the slideshow.


    Roq Sponholz 2013

    Get the Flash Player to see the slideshow.


    Roq Sponholz 2014

    Get the Flash Player to see the slideshow.



    Para ver as imagens
    em tamanho natural

    Visite a Galeria
    (aqui)


    Links



    Categorias



    Arquivos



    Calendário

    Maio 2018
    M T W T F S S
    « Out    
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  


    WebMail

    Acesso exclusivo ao
    Servidor de Emails

    Filosofix WebMail
    (aqui)


    O Membro do Blog,
    se artigo publica,
    WebMail de graça
    com direito fica

    you@filosofix.com.br

    Um exclusivo peça
    (aqui)


    Lembretes

    Se você me avisar,
    um link eu posso criar,
    os blogs vão se falar,
    e sós não iremos ficar.



    Prêmio

    Um dos poucos a
    ganhar charges do

    Sponholz!

    sponholz
    sponholz
    sponholz (clique para expandir)

    Mais o que?


    Máximas a pensar

    Escute cem vezes; pondere mil vezes; fale uma vez.
    Provérbio turco


    Imagens

    Para ver as imagens
    em tamanho natural

    Visite a Galeria
    (aqui)



    Camisas Pólo
    do Filosofix
    Get the Flash Player to see the slideshow.

    Para ver
    a Pólo Filosofix,
    (aqui)



    Slide Show dos
    Meus Recortes
    Get the Flash Player to see the slideshow.







    AMORC



    Un omaggio alla mia
    Famiglia d'Italia


















Estilo do Blog: [ Astex ] [ Stone ] [ Green ] |  Bode de Ouro AQUI | Seguidores do Facebook: AQUI
The Filosofix Introduction Page   RSS   Facebook Filosofix   Twitter   Visualizar perfil de Ramiro Corrêa Jr no LinkedIn
Consultório Online de Psicanálise
(visite meu Consultório Online de Psicanálise - clique no logo acima)
(por falta de suporte AdobeFlash Player para algum iPad ou similar, algo pode não ser visto no blog)




À prestação

Categoria: Recanto da Marina | Comentários ao final (Leave your comments below)

O vaso quebrou, os badulaques estão destruídos, os cômodos da casa estão sujos. O bibelô de estimação foi-se embora. Tudo o que paguei, tudo o que comprei, tudo que foi meu, de alguma forma envelheceu 5 anos, 10 anos, 20 anos, ficaram perecíveis.

Enquanto o tempo passa feito furacão, impetuoso, com ares de fiscal, levando consigo o que lhe parece apetecer, no fundo de um corredor dois olhos brilham, imóveis. Ao menor ruido esses olhos saltam, correm, vindos de longe, tomando dimensão a medida que o chão encurta; e se fazem perto, por perto, sempre. E eles estão lá, olhando, vigiando, como se fossem uma prece.

De repente algo caiu, dentro da casa, dentro de si, e os olhos aceitaram a culpa pra si, com todas as suas consequências e, mesmo tristes ainda continuaram a te olhar, do canto mais esquecido do quarto.

De amor em amor os olhos te amansam a alma. De amor em amor os olhos te constrangem por toda a falta de paciência. De amor em amor os olhos te compram um sorriso. De amor em amor os olhos só conseguem falar de amor em amor.

O telefone tocou, a ocasião pesou e a rotina consumiu sua alma, num dia onde onde só o esquecer parecia ser solução, e os olhos te olham, por debaixo da porta, esperando sua chave rodar na fechadura, pra continuar te olhando e num rampeio clarear a paz conformista.

Quando um dia você precisou ir embora os olhos compreenderam sua necessidade de partida antes mesmo de você se dar conta que tinha que ir, e então eles te olharam com promessa de criar o caos, quebrar vasos, badulaques, sujar cômodos da casa, tornar velho tudo o que foi novo, pra amenizar a percepção sombria da fugacidade do tempo. E assim os olhos saíram correndo, do fundo do corredor, derrubando tudo que se apoiava no chão, para ficar perto, por perto, sempre, e assumir pra si o peso da vida e devolver com o olhar o amor.

Marina Corrêa

17/03/2015

PS:

Feliz Primeiro Aniversário, Nobú!

Comments

comments





Recomendamos, fortemente, que você comente este post. Sinta-se à vontade.

Contudo, todos os comentários no Blog FILOSOFIX são moderados pelo ADMINISTRADOR. Contamos com sua COLABORAÇÃO. Obrigado.

Por favor, preencha o formulário abaixo e aguarde aprovação de sua opinião.


Comentários disponíveis para leitura.


Sem comentário



Nome (obrigatório)

Email (obrigatório - não será publicado)

Website

Compartilhe sua sabedoria - escreva seu texto abaixo

Current day month ye@r *