Estilo do Blog: [ Astex ] [ Stone ] [ Green ] |  Bode de Ouro AQUI | Seguidores do Facebook: AQUI
The Filosofix Introduction Page   RSS   Facebook Filosofix   Twitter   Visualizar perfil de Ramiro Corrêa Jr no LinkedIn
Consultório Online de Psicanálise
(visite meu Consultório Online de Psicanálise - clique no logo acima)
(por falta de suporte AdobeFlash Player para algum iPad ou similar, algo pode não ser visto no blog)




Meu Ubuntu Lucid Lynx 10.04 dá o bastão para o Ubuntu Xenial Xerus 16.04

Categoria: Artigos | Comentários ao final (Leave your comments below)

Após lutar por anos a fio para manter o Ubuntu Lucid Lynx 10.04 LTS em meus sistemas, fui forçado a migrar. Não havia mais como manter o Lucid Lynx, meu bom e velho amigo que nunca falha, por uma série de razões: Firefox desatualizado, falta de manutenção de software e app’s, nada mais podia ser instalado (exemplo: um simples GIMP Editor de Imagens, mais atual). Nada mais funcionava em termos de atualização.

Diante desse sufoco, não restava alternativa; e entre sair do Lucid Lynx 10.04 para outra “distro”, a opção era mesmo o Ubuntu. Após algumas poucas buscas na WEB, considerei migrar para o Ubuntu Trusty Tahr 14.04 (a famigerada “Cabra Confiável”) ou o Ubuntu Xenial Xerus 16.04 LTS (última versão de longo termo da Ubuntu).

Pensei, de modo indevido, em migrar para o Trusty Tahr e, depois, fazer uma atualização online para o Xenial Xerus, até porque eu já tinha o DVD “bootável” do Trusty Tahr. E assim fiz.

Passos para migrar do Lucid Lynx para o Trusty Tahr:

1. Fiz um backup de meu diretório /HOME (incluindo os arquivos ocultos que me interessam, como “.thunderbird” – para salvar todos os meus emails -, o “.Mozilla” – para salvar todas as preferências e pastas do Firefox -, o “.skype” – para salvar todos os meus contatos no Skype -, o “.gftp” – para salvar as configurações de FTP entre minhas duas máquinas – e outros mais).

2. LEMBRANDO QUE, SEMPRE SEMPRE, configurei minhas máquinas com 3 partições EXT3: 2.1) uma para o sistema “/” (obrigatória, onde o Ubuntu guarda o sistema e também a pasta “/HOME”), 2.2) uma para o “/BOOT” (obrigatória, ondo o Ubuntu guarda o GRUB de inicialização) e 2.3) uma terceira (este é o PULO DA ONÇA), onde guardo todos os meus arquivos, digamos, secretos, isto é, as pastas de meus sites de LOCALHOST (do Blog Filosofix, do Consultório de Psicanálise, do Instituto EPIC, etc.) e também onde guardo imagens, livros e tudo o mais que NÃO POSSO PERDER na eventualidade de ter de instalar o Ubuntu novamente.

É na partição descrita em 2.3 acima onde faço os backups do diretório “/”; e é A PARTIR DELA que faço os backups para a outra máquina (via GFTP), meu velho computador JECHA Enterprise NCC 1701,1415926535897932384626433832 que também tem instalado o Ubuntu Lucid Lynx 10.04 LTS.

3. Mandei instalar o Ubuntu Trusty Tahr 14.04 LTS, na modalidade AVANÇADA (i.e.: apagando todo o Lucid Lynx e instalando o Trusty Tahr do zero, limpo, formatando as partições do “/boot” e do “/”).

4. Tratei de me acostumar com a nova instalação do Ubuntu Trusty Tahr, que era absoluta novidade para mim. Confesso que é uma praga desesperadora acostumar com o novo padrão do UNITY (o modo de gerenciamento para usuários), se comparado com o velho modelo presente no Lucid Lynx.

5. Mas, após recuperar meus backups, gravados na partição de dados exclusiva minha (incluindo aqueles arquivos ocultos “.mozilla”, “.thunderbird”, “. skype” e outros)…

6. … e vendo que tudo funcionava bem e que bastava “pegar embocadura” no novo padrão UNITY, criei coragem e mandei fazer a atualização online do Trusty Tahr para o Xenial Xerus.

7. Migrando do Trusty Tahr para o Xenial Xerus por atualização online:

- aqui vai meu conselho: Gente Boa…, NÃO FAÇA ISSO nem a poder de porrete!

- Porque algumas coisas que pertencem ao Trusty Tahr permanecem quando o Xenial Xerus entra em cena; e você terá a sensação de que seu sistema é o Xenial Xerus puro e simples… e NÃO É!

Então, o melhor a fazer, mesmo, é não fazer o passo 3 descrito acima.

Passos para migrar do Lucid Lynx para o Xenial Xerus 16.04 LTS:

1. Faça um backup de seu diretório /HOME (incluindo os arquivos ocultos que interessam, como “.thunderbird” – para salvar todos os emails -, o “.Mozilla” – para salvar todas as preferências e pastas do Firefox -, o “.skype” – para salvar todos os contatos no Skype -, o “.gftp” – para salvar as configurações de FTP entre máquinas – e outros mais).

2. LEMBRANDO QUE, SEMPRE SEMPRE, você deve configurar SUA MÁQUINA (suas partições de dados) DE TAL MODO QUE HAJA, PELO MENOS, 3 partições EXT3:

2.1) uma partição para o sistema “/” (obrigatória, onde o Ubuntu guarda o sistema e também a pasta “/HOME”),

2.2) uma partição para o “/BOOT” (obrigatória, ondo o Ubuntu guarda o GRUB de inicialização) e

2.3) uma partição terceira (este é o PULO DA ONÇA) para guardar todos os arquivos, digamos, secretos, isto é, as pastas de sites de LOCALHOST e também onde guarde imagens, livros e tudo o mais que NÃO POSSA PERDER na eventualidade de ter de instalar o Ubuntu novamente.

É na partição descrita em 2.3, acima, onde faço os backups do diretório “/”; e é A PARTIR DELA que faço os backups (via GFTP) para a outra máquina reserva, meu velho computador JECHA Enterprise NCC 1701,1415926535897932384626433832 que também tem instalado o Ubuntu Lucid Lynx 10.04 LTS.

3. Baixe o arquivo “.ISO” do Ubuntu Xenial Xerus 16.04 LTS (encontre-o no site oficial do UBUNTU e tome o cuidado de baixar para a arquitetura de seu computador – se for i386 ou AMD 64) e…

3.1. Instale o Xenial Xerus na modalidade AVANÇADA (i.e.: apagando todo o Ubuntu da versão que você tenha em sua máquina e instalando o Xenial Xerus do zero, limpo, formatando as partições do “/boot” e do “/”).

4. Trate de se acostumar com a nova instalação do Ubuntu Xenial Xerus, e o novo padrão do UNITY.

5. Recupere seus backups, gravados na partição de dados exclusiva (incluindo aqueles arquivos ocultos “.mozilla”, “.thunderbird”, “. skype” e outros).

5.1. Caso você não saiba como “ver” arquivos ocultos nas pastas, usando o Xenial Xerus, eis uma dica boa: clique nas teclas, simultaneamente, CTRL + H, e você verá os arquivos ocultos (com extensão “.”alguma coisa).

5.2. Simplesmente, copie as pastas “.algumacoisa” (de sua partição de backup) para a partição “/home” de seu novo Xenial Xerus.

5.3. Assim, você verá, com grande alegria, que seu Firefox está com as mesmas pastas de prediletos, seu Thunderbird estará com todos os seus emails e você poderá seguir a vida em paz.

6. Agora é a hora de customizar sua nova instalação Xenial Xerus 16.04 LTS. Aceite estas dicas que darei, pela simples razão de que eu sou um completo ignorante, um não-especialista em Ubuntus da vida e que, portanto, se um “Zé Mané” como eu deu conta de fazer, então um gênio como você vai tirar de letra! :roll:

7. Customizando seu Xenial Xerus 16.04 LTS:

7.1. Primeira coisa: procure na WEB o tema CINNAMON for Ubuntu 16.04 e mande instalar em seu Xenial Xerus. Siga os tutoriais que você encontrar. Sugiro que dê uma olhada em How To Install Cinnamon 3.0 In Ubuntu 16.04 Or 15.10 Via PPA (aqui em WEB UPD8). Siga o tutorial e, ao final, dê boot em seu Xenial Xerus.

ATENÇÃO: quando o sistema reiniciar e você cair na tela de LOGIN do UBUNTU, clique no logo do Ubuntu, acima do local onde você insere a senha, e ESCOLHA entrar pelo tema Cinnamon. Você terá uma bela surpresa; seu Ubuntu Xenial Xerus trabalhará como se fosse aquela coisa semelhante ao tal Windows… e, caso você não goste, basta reiniciar o sistema e logar-se, novamente, mudando o LOGIN para o Ubuntu Xenial Xerus (o UNITY).

ATENÇÃO DE NOVO: ;) Não se esqueça de mandar o tema CINNAMON colocar o DESKTOP em modo de slideshow, para que seu desktop mude imagens constantemente… isso é meio “afrescalhado”, concordo, mas, ao mesmo tempo, fará com que você tente, de algum modo, fazer a mesma coisa (i.e., colocar um slideshow no desktop do UNITY do Xenial Xerus…) :roll:

7.2 Segunda coisa (supondo que você não esteja usando o tema CINNAMON, mas tenha voltado para o UNITY do Xenial Xerus para customizá-lo): procure tutoriais para instalar o “CompizConfig Settings Manager”, o “Ferramentas de Ajustes do Unity” (e utilize este “senhor” para fazer alguns truques interessantes, como a seguir:

7.2.1. No Ferramentas de Ajustes do Unity, abra a aba de GERENCIADOR DE JANELAS, ATALHO DE CANTOS e, em Atalho de Cantos, configure o botão do LADO DIREITO DA JANELA para que fique marcado com ESPALHAMENTO DE JANELAS. Isto é muito útil, porque sempre que você tocar o ponteiro de seu mouse no lado direito de sua tela, o Unity mostrará TODAS AS JANELAS ABERTAS que você estiver usando! :idea:

7.3. Terceira coisa: instale o Variety em seu Xenial Xerus. Este programa faz um slideshow sensacional em sua tela (desktop) e você pode customizar como quiser. Siga o tutorial Install Variety Wallpaper Changer in Ubuntu 16.04 (aqui). NÃO SE ESQUEÇA que convém dar boot (ou reiniciar) seu sistema para tudo funcionar como deve.

7.3. Quarta coisa: mude a barra de menu de seu Xenial Xerus (claro, apenas se você quiser), da parte lateral (left) para a parte inferior (bottom). Siga o tutorial Ubuntu 16.04 LTS – Como mover a barra do Unity para baixo (Diolinux aqui).

7.4. A coisa toda, com a nova instalação do Ubuntu Xenial Xerus 16.04 LTS fica mais ou menos assim, como nas fotos abaixo:

7.5. O MAIS IMPORTANTE DE TUDO ISSO, na migração do Lucid Linx para Xenial Xerus:

Deixe sua velha máquina de backup (se é que você tem uma como a minha) com o antigo, bom e velho Ubuntu Lucid Lynx 10.04 LTS… vai que acontece alguma desgraça qualquer… :oops: e você terá ainda, como socorro e ajuda que nunca falha, o velho Lucid Lynx pronto pra entrar em ação.

Aqui está a foto de meu

JECHA Enterprise NCC 1701,1415926535897932384626433832

para provar que o Lucid Lynx 10.04 ainda não morreu e nem morrerá!

E você quer saber de uma coisa? Pra fazer coisas simples, como publicar algum artigo no Filosofix, brincar de jogar xadrez no ChessCube, ler emails, programar meus sites no localhost, ler meus livros e essas coisas bobas que não exigem muita tecnologia, “tipo assim, saca cara, tipo assim, sácumé, tá ligado?, nas parada, meu?”, tipo assim, celular smartphone com internet 4g, tipo assim, tá ligado?“, ou o avançadíssimo Xenial Xerus, eu continuo mesmo, quando me dá saudade de ser velho como sou… continuo usando o velho JECHA com o velho Ubuntu Lucid Lynx.

Então, pra falar a verdade verdadeira, não sei bem o motivo de ter atualizado meu notebook para usar o Xenial Xerus. Acho que foi só pra não dizer que eu sou caduco e não me atualizei com a nova versão do Ubuntu.

Bom… deixa pra lá! :lol:

postado por Ramiro Corrêa (05/06/2016)

Comments

comments





Recomendamos, fortemente, que você comente este post. Sinta-se à vontade.

Contudo, todos os comentários no Blog FILOSOFIX são moderados pelo ADMINISTRADOR. Contamos com sua COLABORAÇÃO. Obrigado.

Por favor, preencha o formulário abaixo e aguarde aprovação de sua opinião.


Comentários disponíveis para leitura.


Sem comentário



Nome (obrigatório)

Email (obrigatório - não será publicado)

Website

Compartilhe sua sabedoria - escreva seu texto abaixo

Current day month ye@r *