Estilo do Blog: [ Astex ] [ Stone ] [ Green ] |  Bode de Ouro AQUI | Seguidores do Facebook: AQUI
The Filosofix Introduction Page   RSS   Facebook Filosofix   Twitter   Visualizar perfil de Ramiro Corrêa Jr no LinkedIn
Consultório Online de Psicanálise
(visite meu Consultório Online de Psicanálise - clique no logo acima)
(por falta de suporte AdobeFlash Player para algum iPad ou similar, algo pode não ser visto no blog)




Tagore, São Judas e o Natal

Categoria: Crônicas | Comentários ao final (Leave your comments below)

Há um poema de Rabindranath Tagore que eu aprecio quase, quase, mais que todos os outros, dele, que conheço.

O original em Inglês, traduzido do Bengali, foi recitado pelo próprio Tagore durante uma recepção que lhe foi dada no “Trocadero Restaurant“, em Londres, no dia 10 de Julho de 1912; encontra-se na grande obra Gitanjali – Song Offerings – Poem XXII1, que lhe conferiu o Prêmio Nobel de Literatura.

Kumud Biswas (2008)2, no entanto, publicou recentemente um conjunto de poemas (104) e canções (86) de Tagore em Rabindranath Tagore: Some poems and Songs. Aí neste livro, Biswas faz uma transcriação (“Transcreation”) do poema… e eu, modestamente, julgo que a emenda ficou melhor que o soneto; isto é: ouso dizer que a “transcriação” ficou melhor que o “poema original” de Tagore.

Apresento aos “amigos” do Filosofix um trecho da transcriação de Biswas em Tagore:

My Friend, Come In These Rains (by Kumud Biswas; transcreation of a Tagore’s Poem in Gitanjali (nr XXII)

Rabindranath TAGORE at Blog Filosofix

[...]

“O my dearest friend,
My doors I have kept open.
Ignoring me
Like a dream
Please don’t glide past my home.”

Como toda tradução vai além do sentido literal, e assim como Biswas “transcriou” o poema de Tagore, eu traduzirei o verso ao meu modo; não porque eu presuma que o meu leitor não saiba fazê-lo; mas porque há ali algumas imagens que eu muito preso:

“Oh, meu querido amigo,
Minhas portas eu as mantenho abertas.
Ignorando-me,
Como num sonho,
Por favor, não plane ao passar sobre minha casa…
não plane como um planador…
ou uma ave dos oceanos tal qual o albatroz…
ou a Estrela Guia dos Reis Magos.
Ao sobrevoar minha casa,
pouse e fique comigo o mais que puder.

E na eventual impossibilidade de aterrissar em meu quintal – “Oh, meu amigo!” -, terá feito o mesmo se puder acompanhar-me neste dia 20 de dezembro (à meia-noite) e nas próximas oito meias-noites, em minha novena a São Judas Tadeu. O “aeroporto” fica ali ao lado, na coluna lateral do Blog Filosofix, onde se lê em CATEGORIAS (Novena a São Judas).

Assim, certamente, teremos um Feliz Natal em família e entre amigos.

São Judas Tadeu at Blog Filosofix

postado por Ramiro (18/12/2016)

PS: Aliás, em 18 de Dezembro de 1954 meus pais se casavam em Aparecida do Norte; e daquela união sobrou apenas eu, ora essa, por enquanto. Deixo aqui esse saudoso registro, também, para lembrar que entre os “amigos” que podem e devem pousar por aqui estão aqueles que moram e brilham lá em Alfa do Centauro.

Meus pais at Blog Filosofix

  1. Conforme em TAGORE, Rabindranath. GITANJALI (SONG OFFERINGS). A COLLECTION OF PROSE TRANSLATIONS MADE BY THE AUTHOR FROM THE ORIGINAL BENGALI WITH AN INTRODUCTION BY W. B. YEATS. NEW YORK: THE MACMILLAN COMPANY, 1920 EDITION. FIRST PUBLISHED IN 1913)
    Poem XXII:
    “IN the deep shadows of the rainy July, with secret steps, thou walkest, silent as night,
    eluding all watchers.
    To-day the morning has closed its eyes, heedless of the insistent calls of the loud east
    wind, and a thick veil has been drawn over the ever-wakeful blue sky.
    The woodlands have hushed their songs, and doors are all shut at every house. Thou
    art the solitary wayfarer in this deserted street. Oh my only friend, my best beloved, the
    gates are open in my house ⎯ do not pass by like a dream.” []
  2. Ver – transcreation by Kumud Biswas, in: BISWAS, Kumud Ranjan. RABINDRANATH TAGORE: SOME POEMS AND SONGS. 1st Edition. Publisher: Kumud Ranjan Biswas: 2008. 334 – Modern Bengali Language and Poetry.
    My Friend, Come In These Rains – English Translation
    “On this misty overclouded rainy day
    Evading all
    Like silent night
    In stealthy steps you have come.
    The morning has closed its eyes
    The wind is hopelessly sighing
    And the blue naked sky
    Is overcast with endless clouds
    In the woodland the birds do not sing
    In every home the doors are closed
    You are a lonely wayfarer on a lonely road.
    Now you are alone, O my dearest friend,
    My doors I have kept open
    Ignoring me
    Like a dream
    Please don’t glide past my home.” []

Comments

comments





Recomendamos, fortemente, que você comente este post. Sinta-se à vontade.

Contudo, todos os comentários no Blog FILOSOFIX são moderados pelo ADMINISTRADOR. Contamos com sua COLABORAÇÃO. Obrigado.

Por favor, preencha o formulário abaixo e aguarde aprovação de sua opinião.


Comentários disponíveis para leitura.


Sem comentário



Nome (obrigatório)

Email (obrigatório - não será publicado)

Website

Compartilhe sua sabedoria - escreva seu texto abaixo

Current day month ye@r *